Rua Ivo Remo Comandulli, 897 - Caxias do Sul- RS
secretaria@emauscaxias.com.br

histórico

Conheça o Emaús

 
 
O Emaús Nacional

O Emaús é um movimento de comunidades para jovens cuja finalidade é propiciar cursos de valores humanos e cristãos para jovens para que possam fazer uma profunda reflexão sobre o valor da vida e da Igreja e uma vivência em comunidade à luz da Palavra de Deus.

A pedido de Dom Agnelo Rossi, em 1968, Monsenhor Benedito Calazans e uma equipe de leigos de São Paulo fundaram o Movimento de Emaús, então chamado Encontro da Juventude, inspirando-se no Evangelho de São Lucas (24,13-35). Esta passagem conta a história de dois discípulos que, depois dos acontecimentos da Paixão e Morte de Cristo, deixam a cidade de Jerusalém e voltam decepcionados para a aldeia de Emaús. No caminho percebem que não estão sós, que alguém os acompanha.

Chegando à aldeia, ao entardecer, sentem-se cativados pelo "estranho" que se juntara a eles no caminho e exclamam: "Já é tarde. Fica conosco, Senhor". Convidando o hóspede a sentar-se à mesa, reconheceram, ao repartir o pão, que era o Cristo. Cheios de entusiasmo, voltaram a Jerusalém para anunciar e proclamar que Jesus Cristo ressuscitou e vive.

Mons. Calazans constatou que muitos jovens batizados fazem experiência semelhante no caminho da vida, um caminho caracterizado pelo sabor amargo de um entardecer, ou seja, da insatisfação, da solidão, da dúvida e descrença. Muitos jovens, iniciados com entusiasmo no mistério da fé cristã, hoje estão tristes e abatidos como se Deus estivesse morto para eles. Falta quem lhes ajude a fazê-los tomar consciência de que alguém os acompanha nesta hora, caminha ao seu lado, desde que haja amor e hospitalidade. Emaús nasce, assim, com o objetivo de fazer a geração jovem redescobrir a face jovem do Cristo e anunciá-lo aos jovens que o perderam ou nunca o conheceram.

O Emaús em Caxias do Sul

Em meados dos anos 70, o Movimento de Cursilho de Cristandade atingia uma grande parte de ambientes, como ainda atinge hoje, e isso deixava os casais que passavam pelos cursos sedentos por trabalhar para a sua Igreja. Por onde começar? E como começar? Foram as perguntas feitas por eles. E a resposta veio logo: por nossos lares, envolvendo nossos filhos, nossos jovens! Buscaram então apoio da igreja para trazer para a Diocese um curso voltado à juventude.

Em 1976, Pe. Ivo Adamatti, Pe. Ângelo José Caetano Tronca, Sr. Valmir de Oliveira Ferreira, Sr. Claudino Frizzo e Sr.Valdecir Antônio Amato Costa procuraram apoio em Porto Alegre, na pessoa do Monsenhor Urbano Ziles, onde lhes foi apresentado um curso de três dias e uma noite onde os jovens participavam em separados (rapazes e moças) e passavam por uma rica experiência de Valores Humanos e Cristãos: o EMAÚS.

A partir daí, voltaram à Caxias animados em realizar o primeiro curso nessa cidade. Reuniram-se então com o então Bispo Diocesano, Dom Benedito Zorzi e seu Bispo Co-Adjuntor e atual Bispo Diocesano Dom Paulo Moretto, onde apresentaram o objetivo do curso, obtendo imediata autorização para o início, na Casa de Retiros Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha (RS). Uma equipe deslocou-se de Porto Alegre para o primeiro curso de Emaús da Diocese de Caxias do Sul, de 6 a 9 de Maio de 1976.

No dia 4 de Dezembro de 1980, Pe. Ivo Adamatti, primeiro diretor do Emaús na Diocese, despede-se do Emaús dizendo: "... o caminho é longo, uns semeando, outros rezando, mas sempre na intenção de colher..." , e assim segue esse mesmo objetivo, sempre na intenção que a semente germine.

Em 1999, o Emaús transformou-se em Instituto de Comunidades Missionárias, que, em unidade com o Secretariado Nacional, alavanca uma nova proposta de Evangelização. Na Diocese, são realizados 4 cursos por ano, atingindo cerca de 200 jovens, e orgulha-se em saber que uma grande parte das pessoas que trabalham em pastorais passaram algum dia pelo curso de Emaús, onde puderam ter a primeira experiência de Amor à Deus e Vivência em Comunidade.

Durante todo esse tempo de vida do Emaús, na Diocese de Caxias do Sul, aprendemos, a amar a Deus, ao Curso e ao Movimento, e nunca esquecemos do seu criador, Monsenhor Benedito Mário Calazans. A ele somos eternamente gratos.

Todos nós sabemos que Shalom não é somente um desejo de paz, mas um desejo muito mais abrangente e muito mais profundo que uma paz momentânea, superficial. Shalom expressa um sentimento de graça, um desejo que Deus leve de tudo o que há de melhor às pessoas. Para aquelas às quais esteja faltando a compreensão, que Deus dê o discernimento. Onde falta o alimento, que Deus provenha a comida. E onde falta amor, que Ele reine com o Seu.
 

contatos

Entre em contato conosco para esclarecer suas dúvida, enviar sugestões ou realizar orçamentos. Preencha os campos abaixo solicitados: